sexta-feira, 18 de julho de 2008

Final da tarde, entre o caminho da fazenda de Jaco e o mosteiro Zen
de Pirenópolis. Como se fosse um ninho repousante, agasalhador, fazia-se em perdidos sonhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário