segunda-feira, 9 de março de 2009

Isabela Lyrio


Ás vezes sou só olhos, ante revoluções.

Um comentário: