sábado, 28 de novembro de 2009

Laranjeiras-SE


O florescimento econômico atraiu para Laranjeiras comerciantes, médicos, advogados, professores e outros intelectuais. O município teve uma forte imprensa. Geralmente ligados a partidos, associações culturais e à igreja, os jornais retratavam a vida na sede e defendia suas bandeiras. Os maiores exemplos são o “Monarchista Constitucional”, o “Triunfo”, seguido de o “Guarany”, o “Observador”, O Telégrafo” e a “Voz da Razão”. Laranjeiras foi, sem dúvida alguma, de 1841 a 1851 o maior centro cultural e artístico de Sergipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário