sábado, 17 de julho de 2010

Mês da Fotografia na Ceilândia


Em homenagem ao dia Mundial da Fotografia, comemorado no dia 19 de Agosto, o SESC Ceilândia e o Coletivo Fotográfico Lente Cultural promovem um mês de atividades relacionadas à arte fotográfica.
Um evento sócio-cultural realizado com o apoio e adesão dos fotógrafos de Brasília, para levar à comunidade de Ceilândia uma programação cultural e de sensibilização para as artes através de workshops, oficinas, projeções e exposições fotográficas.
Nos dias 19 a 27 de agosto serão realizadas as projeções fotográficas comentadas e os encontros dos autores com a comunidade, quando os profissionais irão debater e refletir seus trabalhos junto com os participantes. Um momento de troca de informações sobre a fotografia produzida em Brasília.

Serviço:
Mês da Fotografia no SESC Ceilândia
Local: SESC Ceilândia – Endereço – QNM 27, Lote B, Ceilândia Norte
Datas: 03 a 30/08/2010 – Programação Geral
03/08 – Abertura das exposições fotográficas. Horário de visitação: 09h às 20hs.
19/08 – Abertura Oficial com apresentação do grupo Asé Dudú e Encontro com autor, com o fotógrafo Luiz Alves, às 19h.

Evento gratuito e aberto a todos. Inscrições para oficinas e workshops na secretaria do SESC Ceilândia – (61) 3379-9595
www.sescdf.com.br


Contatos:
Roberto Castello, Lente Cultural – (61) 8132-1418
Eraldo Peres, Photo Agência – (61) 9333-1691
Edison Gil, Sesc/Ceilândia – (61) 9645-4532


Para Entrevistas:
• Luiz Alves – Exposição fotográfica “Ìmó Dudú” .
Tel. (61) 8131-1289
• Ivaldo Cavalcante – Exposição fotográfica “23 Anos de Fotojornalismo”.
Tel. (61) 9996-2575
• Roberto Castello – Exposição fotográfica “Janelas”.
Tel. (61) 8132-1418
• Eraldo Peres – Exposição fotográfica “FÉsta Brasileira”.
Tel. (61) 9333-1691
• Sérgio Almeida - Exposição fotográfica coletiva - Lente Cultural e Eu Amo Brasília.
Tel. (61) 9214-1217
• Gisele Porcaro - Exposição fotográfica coletiva - Candango Fotoclube.
Tel. (61) 8495-9394
• João Abreu – Oficina “Desconstrução do Olhar” e Documentário “Abaixando a Máquina”.
Tel. (61) 9806-1299
• José Rosa – Workshop “Fotografia Pinhole”.
Tel. (61) 9229-6607
• Projeções e encontro com autores:
- Luiz Alves, Religiosidade Afro. Tel. (61) 8131-1289
- Beto Barata, Projeto Brasília Submersa. Tel. (61) 8158-5554

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

03/08/2010
• 09h - Abertura das Exposições fotográficas individuais
- Ìmó Dudú, de Luiz Alves;
- FÉsta Brasileira, de Eraldo Peres;
- 25 Anos de Fotojornalismo, de Ivaldo Cavalcante;
- Janelas, de Roberto Castello;

• 09h – Abertura das Exposições fotográficas coletivas
- Lente Cultural Coletivo Fotográfico;
- Candango Fotoclube;
- Eu Amo Brasília.

05/08/2010
• 20h às 21h – Oficina: Desconstrução do Olhar, com João Abreu.

12/08/2010
• 20h às 21h – Oficina: Projeção do Documentário "Abaixando a Máquina", com João Abreu.
19/08/2010
• 19:00h – Abertura Oficial; Encontro com Autor e Projeção Comentada: Cultura Negra, de Luiz Alves.
• 20hs – Apresentação do grupo Asé Dudú.

20/08/2010
• 15:30hs às 17:30hs – Encontro com Autor e Projeção Comentada: Projeto Brasília Submersa, de Beto Barata.
• 20hs às 22:30hs – Projeção Fotográfica e Encontro com Autores: Fotojornalismo de Brasília, com fotógrafos do Correio Braziliense.

21/08/2010
• 9hs às 12hs – Workshop para comunidade: Fotografia Pinhole, com José Rosa.

22/08/2010
• 9hs às 12hs - Workshop para comunidade: Fotografia Pinhole, com José Rosa.

26/08/2010
• 20hs às 22:30hs – Projeção Fotográfica e Encontro com Autores: Coletivos Lente Cultural e Candango Fotoclube.

27/08/2010
• 20hs às 22:30hs – Projeção Fotográfica e Encontro com Autores: Fotojornalismo de Brasília, com representante das Sucursais dos jornais O Globo, Estadão e Folha SP; Jornal de Brasília, Jornal da Comunidade e Agências Internacionais.



Dia Mundial da Fotografia
19 de Agosto


Há 171 anos a fotografia era oficialmente apresentada na França. Mais precisamente na manhã do dia 19 de agosto de 1839, o físico François Arago fazia o anúncio oficial na Academia de Ciências e Artes de Paris, apresentando ao mundo o daguerreótipo, que muitos intitulam de “a primeira câmera fotográfica”, e o novo processo de captura de imagem desenvolvido por Louis Jacques Daguerre. A arte que encanta o mundo se tornava de domínio público em todo o território Francês.
Foi o momento da grande mágica, pois se tratava de uma “caixa escura”, capaz de captar e fixar numa superfície cenas do mundo “real”. Era a ascensão da fotografia após um longo e magnífico caminho de descobertas e histórias.
Surgida na primeira metade do século XIX, a fotografia revolucionou as artes visuais e causou fortes impactos nos modos de fazer dos artistas da época. Com o anuncio da gravação da imagem por Daguerre, logo surgiu uma grande polêmica entre os pintores: Como entender que a fotografia viesse para ficar, a não ser em substituição das tradicionais formas de representação?
O mundo das artes e das ciências havia dedicado muito tempo em buscar respostas para esta indagação, mas, esqueceram primeiramente de perguntar se esta descoberta não transformava a natureza geral da própria arte e da cultura. Pintores da época acreditavam que a fotografia acabaria com as artes plásticas e não admitiam que a fotografia pudesse ser reconhecida como arte. Uma discussão permeada até os dias atuais pelo mágico e controverso universo da fotografia.
A nova “invenção” do século XIX teve importância mais filosófica do que científica, pois nasceu dentro de uma sociedade industrial e a partir desse momento o mundo nunca mais foi o mesmo.

Linha do tempo:

Grécia, antes de Cristo – Aristóteles – Criação da imagem através de um orifício.

Século X – Alhazen (árabe) descreveu como observar um eclipse solar no interior de uma tenda, improvisando a câmera obscura.

Século XVI – Redução do tamanho da câmera obscura (instrumento auxiliar na pintura).

Século XIX (1826) – Joseph Nicephore Niépce (francês) foi o primeiro a obter a primeira fotografia - processo heliográfico com 8 horas de exposição contínua à luz.

Ano de 1830 – Josef Petzval criou uma nova lente dupla abertura F 3.6 (30 vezes mais luminosa às anteriores, permitindo fotografar em situações com pouca luz).

1832/1833 – Hércules Florence descobre isoladamente a fotografia na Brasil - na vila de São Carlos, atual cidade de Campinas, interior de São Paulo.
1835 – Louis Jacques Mandé Daguerre perpetua-se como único inventor da fotografia prática, através de seu - Daguerreótipo - chapa de cobre revestida com prata, banhada com iodeto de prata. Exposta ao vapor de mercúrio surge à imagem, gerando a imagem positiva.
1840 – Willian H. Fhox Talbot inventa o processo negativo/positivo usando como filme folhas de papel sensibilizado (preparado para reagir à luz) sendo substituído por vidro.
1871 – Richard Leach Maddox faz a primeira chapa usando gelatina para manter o brometo de prata no lugar.

1877 – George Eastman popularizou a fotografia com a criação do filme em rolo, em substituição às chapas rígidas, que permitiam uma única foto. Este novo produto recebeu o nome "American Film" possibilitando 100 fotos por rolo.

1925 – Lançamento da câmera miniatura alemã Leica de 35 mm, revolucionando o conceito da fotografia do século XX. A profissão de fotógrafo passa a ser cobiçada em todo o mundo, revelando profissionais altamente qualificados como Brett Weston, Cartier Bresson, Edward Weston, Robert Capa, Robert Frank, Alexander Ródchenko, entre outros.

Fonte: www.bocc.uff.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário